Entrelaçados

Há um coração batendo
Entre o meu peito
E as tuas costas
E não sei
Se é o meu ou o teu

(julho de 2013)

Teu Verso

És - sem te saberes - poetisa
E a doçura do teu traço tão preciso
Escreve em minha boca a cada dia
Com teus beijos esses versos de improviso

(fevereiro de 2013)

[des]Encontros

Te perco
Na luz ofuscante do dia
Multicores da vida
Nas dobras dos lençóis
Quando a madrugada e o silêncio
Incendeiam e borram o que penso
Para te encontrar
Em cada verso meu que sussurra teu nome

(abril de 2013)

Sossego

Teus abraços
Não me explicam o mundo
Mas silenciam minhas perguntas

(fevereiro de 2013)